• PetPapá Alimentação Natural para Pets

Expectativa de Vida dos Cães



Comida caseira congelada para cães e gatos

A expectativa de vida é diferente para cada porte. Algumas raças possuem um porte específico, já outras tem algumas variações, sem contar as misturas.


ração natural para cães filhotes e gatos filhotes

Sendo assim, existe uma classificação

com relação ao peso na idade adulta.

Use a tabela ao lado para identificar o porte dele.

Agora que sabemos qual o porte do nosso cão, vamos descobrir qual sua faixa etária.


Ok, sabendo qual a faixa etária do nosso cão,

então vamos ver quais são os cuidados necessários pra cada fase?

É um Filhote


filhotes

Chegou seu amiguinho peludo!

A época mais fofa e cativante da vida de um cachorro é cercada de cuidados e atenções. Nas primeiras semanas de vida, a alimentação é e deve ser exclusivamente o leite materno. Os recém-nascidos já conseguem se dirigir até às mamas da mãe e se alimentarem sozinhos, porém, com grande frequência, um ou mais filhotes da ninhada são mais franzinos e tem dificuldade de alcançar as glândulas mamárias, por isso podem precisar de ajuda para alcançá-las.

DICA: se você resgatou um cãozinho ainda na fase de mamar, não ofereça leite de vaca ou de qualquer outra espécie. Existem fórmulas específicas para a nutrição deles. Sempre procure um médico veterinário para orientação correta.

O desenvolvimento dos cães ocorre de maneira mais acelerada do que o dos humanos; já nos primeiros 30 dias de vida eles aprendem a caminhar, começam a utilizar os sentidos da audição e visão mais plenamente e nascem os primeiros dentes.

Cuidados com a saúde:

O organismo dos filhotes é extremamente sensível, assim como um bebê. É necessário respeitar o cronograma do desenvolvimento deles para poder aplicar as vacinas, vermífugos e antipulgas de maneira segura a evitar eventuais problemas de saúde posteriores. Ninguém quer prevenir uma doença e causar outra né?!

Os vermífugos podem ser aplicados a partir do 2º mês de vida e a cada três meses uma nova dose deve ser oferecida, neste período, durante toda a vida. Como a dosagem é baseada no peso corpóreo, é importante estar sempre a par de quantos quilos seu cão está.

No primeiro ano de vida é de extrema importância a aplicação das primeiras doses de vacinas:

  • V8 ou V10 – conhecida como polivalente, fortalece o sistema imune contra 8 ou 10 tipos de agentes patogênicos respectivamente. É aplicada em três doses, entre 6 e 8 semanas, e com 12 e 16 semanas. Após, em todos os anos deve-se aplicar um reforço.

  • Antirrábica – a temida raiva é evitada com a primeira dose a partir dos 120 dias e sempre com um reforço anual.

Outro problema que pode trazer graves consequências para a saúde do seu cão jovem são os ectoparasitas, também conhecidos como pulgas e carrapatos, por exemplo. Eles são mais suscetíveis porque seu sistema imunológico é menos desenvolvido.

Cresceu, agora é um Adolescente!


cachorro adolescente

Essa palavra normalmente dá arrepios, não?

Quem não associa adolescentes com rebeldia e mudanças de comportamento? Com os cães não é diferente.

Eles querem chamar atenção e começam a ter um comportamento sexual mais evidente. Os meninos que não foram castrados passam a erguer a perninha para fazer xixi, na intenção de mostrar que aquela área ali é dele!

A socialização é importante para que seu cão se torne um adulto “simpático”. Deixe que ele brinque com outros cães, promova passeios e encontros que tragam gasto energético e alegria, além da descoberta de novos locais, brincadeiras e comandos.

Saúde:

Verifique com o veterinário qual é a alimentação adequada nessa fase, levando em conta o porte e as características do seu cão. Faça uma revisão para identificar possíveis tendências a doenças e assim, poder preveni-las desde cedo.

Dica: se você não pretende ter netos peludos, é importante que seja feita a castração assim que possível. Esse é um dos fatores que aumentam a longevidade do seu cão e ajudam a prevenir muitas doenças!

Ah, já é um Adulto!

Existe uma grande diferença nessa fase da vida entre os cães e os humanos:

os cães sempre serão dependentes, mesmo quando atingirem a idade adulta.


cão adulto

Então, a responsabilidade de cuidar de sua saúde e bem estar continua nossa.

As vacinas antirrábica e polivalentes devem ser reaplicadas anualmente, o vermífugo oferecido a cada 3 meses e os repelentes de pulgas e carrapatos devem estar em dia (conforme o produto utilizado, consulte o veterinário para saber qual é o melhor para seu cão).

Os banhos e tosas devem ser periódicos, sendo que banhos demais também podem prejudicar seu cão. Nisso eles também são diferentes de nós, eles podem tomar banho uma vez por semana ou a cada quinze dias... Procure observar o comportamento do seu cão ao ir e voltar do banho e tosa. Ele pode até ficar receoso, mas avalie bem se o medo não é excessivo ou se o cão fica agressivo nesses períodos. Pode ser que ele não goste do local ou da forma como é tratado. Certifique-se de leva-lo em locais fiscalizados, com veterinário responsável e que tenha colaboradores que tratem seu cão com todo carinho que ele merece! Caso prefira dar banho em casa, use cosméticos próprios para cães, tenha cuidado com a temperatura da água (a água deve ser levemente morna) e seque bem seu cão, inclusive as orelhas e dobrinhas! Escove seu cão para retirar os pelos mortos e evitar formação de nós.

A alimentação de um cão adulto terá um papel fundamental na longevidade do seu cão. Prefira alimentos de boa qualidade e que sejam livres de transgênicos e de conservantes e corantes, prejudiciais à saúde. Cuide dos dentes do seu cão. Existem no mercado diversos tipos de produtos para higiene bucal, desde escovas e pastas de dente especiais (nunca use pastas de dentes formuladas para humanos), até espumas, géis e soluções que podem ser diluída na água que seu cão bebe.

Leve-o ao veterinário, mesmo que pareça saudável, para avaliações anuais. Ofereça petiscos saudáveis, brinquedos próprios para cães do porte dele e deixe uma cama aconchegante disponível.

Deixe o cantinho do xixi limpo e acessível ao seu peludo. Caso ele não faça suas necessidades dentro de casa, lembre-se de deixar uma saída para o pátio enquanto não está em casa ou de leva-lo para passear várias vezes ao dia. A retenção de líquidos concentra a urina e pode causar danos aos rins!

A atividade física é importante e deve ser feita respeitando as características e limitações de cada cão. É interessante verificar com o veterinário que tipo de exercício é mais adequado para seu peludo. Muitas vezes, subir ou descer escadas, por exemplo, podem prejudicar mais do que ajudar o cão. O mesmo pode acontecer com corridas ou saltos.

Dica: o cão adulto precisa de carinho, amor e cuidados para sempre, então não se esqueça de oferecer colo (ou parte de colo, caso o cão seja muito grande), fazer carinho nas orelhas e massagear as costas do seu peludo.

Chegou a fase da Geriatria

Os sinais do tempo chegam para todos.

O focinho esbranquiçado, o rabo que sacudia tanto que fazia vento,

agora mostra apenas o suficiente para mostrar a alegria de estar conosco,

talvez alguns dentes a menos... seu amiguinho é um idoso agora.


Assim como acontece conosco quando chegamos à idade avançada, o corpo dos cães perde vitalidade e a probabilidade de aparecerem problemas de saúde aumenta. Por isso, é fundamental o acompanhamento de perto de um médico veterinário de confiança, para que as eventuais doenças possam ser diagnosticadas cedo e tratadas de maneira a minimizar o impacto em sua qualidade de vida. Os cães são eternas crianças quanto à vontade de brincar, porém a disposição já não a mesma nesta fase. Como os exercícios são importantes em todas as fases da vida, sempre incentive e estimule as atividades físicas, como passeios, mas sempre respeitando as limitações dele.

Os dentes também perdem força, principalmente por causa do tártaro acumulado durante anos. É de extrema importância a limpeza dos dentes por um veterinário competente para evitar a perda dentária e até mesmo doenças graves como periodontite. Caso haja a perda dos dentes, ou eles estejam com problemas, atente para uma alimentação mais macia e úmida para ajudar na mastigação e digestão.

Dica: a temperatura corporal do cão idoso é mais baixa do que a dos mais novos e por

isso eles sentem mais frio. Sempre deixe mantas ou cobertinhas em suas camas para ajudá-los a se aquecer

Lembre-se que agora é o momento principal de retornar o carinho e amor

que seu cão sempre lhe deu incondicionalmente.

Uma vida preciosa que enriqueceu a sua.

Conviver com um cachorro pode ser uma dádiva, pois eles

nos ensinam tanto sobre humanidade. E não se esqueça de

ser sempre o ser humano que seu amigo peludo acha que é!


2 visualizações0 comentário